Erdoğan ataca tribunal constitucional

n_96338_1

Erdoğan, foto da AA. Can Dündar, foto AFP.

Hoje, num comício em Burdur, Recep Tayyip Erdoğan, o presidente da Turquia, subiu a parada contra a liberdade de imprensa e Tribunal Constitucional considerando que a decisão que ordenou a libertação dos jornalistas detidos é “contra a nação”. Citando: “O Tribunal Constitucional tem de ser uma das instituições mais sensíveis aos interesses e direitos do estado e do povo. Mas esta instituição e o seu presidente [Zühtü Arslan] não hesitaram em decidir contra o país e o povo num dos mais concretos exemplos de ataque em massa contra a Turquia em tempos recentes“.

Dois jornalistas do diário Cumhuriyet, o seu editor-chefe, Can Dündar, e o chefe da secção de Ankara, Erdem Gül, foram libertados após 92 dias de detenção por decisão do Tribunal Constitucional, que entendeu que os respectivos direitos tinham sido violados na sequência da detenção decretada pela primeira instância de Istambul, após acusação de espionagem e terrorismo. Os jornalistas tinham investigado e escrito sobre alegações de que os serviços secretos turcos (MİT) teriam fornecido armas aos rebeldes sírios.

A UE que se cuide, é com esta Turquia que pretende discutir a adesão, é com ela que negoceia sobre refugiados e é a ela que paga 2 ou 3 biliões pela “retenção na fonte”.

MC

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s